Tratamento de Água

proj-4-02.jpg


Osmose Inversa constituída por 2 linhas de 100m3/h cada.

Linha de blending que aumenTA a produção até aos 270m3/h

Sistema UV com capacidade nominal de 400m3/h para eliminação de contaminação microbiológica

Instalação hidráulica e eletromecânica.

Quadro de aquisição de sinais de campo para comando e visualização do processo e máquinas de OI.



proj-2-4.jpg


No âmbito da remodelação global da ETA de Santa Eufémia de Prazins, a Vimágua E.I.M. S.A. (Empresa de Água e Saneamento de Guimarães e Vizela) atribuiu a responsabilidade da conceção/construção de uma unidade de UF para a produção de 24.000 m3/dia de água para consumo humano, à empresa Moinhos – Água e Ambiente. Esta unidade de UF, a primeira em Portugal no setor municipal, foi oficialmente inaugurada em Março de 2014 e abastece os concelhos de Guimarães e Vizela com garantia de água de elevada qualidade, durante os 365 dias do ano.

Linha de tratamento

A linha de tratamento da ETA contempla a captação no Rio Ave, em subleito, por sistemas de drenos filtrantes, filtração em membranas de UF (unidade de UF) e desinfecção final.

A unidade de UF instalada é constituída por 4 linhas de ultrafiltração, cada linha com dois racks, dispostos em paralelo, de 44 membranas, totalizando a instalação 8 racks e 352 membranas de capacidade instalada, numa área coberta aproximada de 400 m2.

Membranas de UF

As membranas utilizadas foram selecionadas para este projeto pelas suas características e assentam numa tecnologia de vazos pressurizados com um princípio de filtração de ‘fora para dentro’ e um tamanho nominal de poro de 0,02 µm. As fibras que constituem a membrana são em PVDF conferindo-lhes uma resistência mecânica e química superior e, consequentemente, uma maior durabilidade.

Caudais e eficiência do tratamento

A unidade de UF permite a produção contínua de 24.000 m3/dia ( cerca de 1.000 m3/h) de água ultrafiltrada com um fator de reconversão de 95% e uma turvação inferior a 0,2 NTU.



CARV01.jpg


A ETA do Carvoeiro serve uma população de cerca de 350 000 habitantes, tendo para esse efeito, uma capacidade de tratamento de 2286 m3/h de água captada superficialmente e poços/furos no aluvião no rio Vouga.  Dada as origens da água e tendo como objetivo o seu tratamento para o consumo humano, a ETA do Carvoeiro recorre a uma linha de tratamento de caris tradicional, onde foi da responsabilidade da Moinhos Ambiente o dimensionamento, fornecimento e instalação das etapas de ozonização e flotação, ambas tecnologias de tratamento da especialidade da MoinhosAmbiente.

A tecnologia de ozonização foi implementada como etapa primária, designada de pré-oxidação e uma etapa intermédia de tratamento, designada de ozonização intermédia. Para esse efeito, foi instalado um gerador de ozono, WEDECO com uma capacidade de produção de 6 kg/h e camaras de contacto tri-compartimentadas para cada uma das etapas, onde se recorreu á instalação de difusores específicos para maximizar a transferência do gás ozono para na água a tratar.

A etapa de pré-oxidação teve como objetivo primordial, conforme o nome indica de pré-oxidar matéria inorgânica, como ferro e manganês, e matéria orgânica e algas, naturalmente presente na água a tratar, sendo esta posteriormente removida nas etapas de tratamento seguintes.

A ozonização intermédia, uma das últimas etapas de tratamento, teve como finalidade oxidar compostos remanescentes na água que posteriormente é retida nos filtros de carvão ativado.

A tecnologia de flotação desenvolvida pela Moinhos Ambiente foi implementada na etapa de separação das lamas químicas da água tratada, linha líquida, composta por dois órgãos construídos em betão onde foram instaladas pontes raspadoras do tipo vai-vem. O processo de produção de micro-bolhas de ar necessário para que ocorra a perfeita separação da água tratada da lama química, foi integramente desenvolvido pela Moinhos Ambiente que recorre á conceção de hidro-injetores especialmente desenhados para os órgãos de flotação. Adicionalmente, para a linha de tratamento sólida da ETA, a MoinhosAmbiente, dimensionou e instalou um órgão de flotação para promover o adensamento das lamas antes destas serem encaminhadas para o processo de desidratação. Este órgão de flotação foi concebido em material prefabricado em poliéster reforçado a fibra de vidro e com ponte raspadora de lamas do tipo radial.



CONTACTOS

Moinhos Água e Ambiente

O seu parceiro em tecnologias e soluções para o tratamento de águas.

(+351) 252 857 925

www.moinhosambiente.com

geral@moinhosambiente.com